CCZ de Lauro de Freitas intensifica ações de combate à dengue, zika e chikungunya no bairro de Vida Nova nesta sexta-feira (19)

Por: Aina Soledad
Quinta, 18 de Novembro de 2021 às 19:07

CCZ de Lauro de Freitas intensifica aes de combate  dengue, zika e chikungunya no bairro de Vida Nova nesta sexta-feira (19)

Foto: ASCOM - Prefeitura Municipal de Lauro de Freitas


Com o objetivo de prevenir e compartilhar informações com moradores acerca das arboviroses, Agentes de Combate às Endemias (ACEs), do Centro de Controle e Zoonoses de Lauro de Freitas (CCZ), vão se dirigir aos quarteirões circunvizinhos à Escola Municipal de Vida Nova, nesta sexta-feira (19), das 8h30 às 14h. Essa é mais uma edição do projeto “Sexta sem Mosquito”, que está intensificando as ações durante os meses de novembro e dezembro.

A principal finalidade da ação é evitar a proliferação de doenças causadas pelo mosquito Aedes Aegypti, responsável por doenças como dengue, chikungunya, zika e febre amarela. Para isso, as equipes de campo, que diariamente desenvolvem o trabalho de controle das arboviroses, vão verificar a existência de criadouros do mosquito e fazer a aplicação de larvicida. A ação é seguida da parceria com o grupo de educação e saúde, que passará aos moradores orientações e demais informações sobre como realizar o trabalho preventivo em sua própria casa.

Os locais escolhidos, segundo o Igor Fidelis, diretor geral do CCZ, são selecionados de forma estratégica, de acordo com o relatório epidemiológico. A ação ocorre, principalmente, para inibir o surgimento de casos com a chegada do verão, no mês de dezembro.

“Esse momento de chuva e sol é propício a proliferação. Embora as atenções estejam voltadas à Covid, infelizmente ainda existem as arboviroses. Vamos de casa em casa para evitar o criadouro e ressaltar aos moradores que é necessário o apoio de toda a população para evitar o surgimento do mosquito”, comentou.

O mutirão já foi realizado em localidades do Centro, será realizado em Vida Nova nesta sexta (19), e ocorrerá ainda nos bairros de Portão, Areia Branca e Itinga, em datas e horários a serem divulgados posteriormente pelo CCZ.

Lauro de Freitas registrou em 2020 mais de cem casos de dengue, 200 de chikungunya e 16 da doença aguda provocada pelo zika vírus, de acordo com boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesa).