Escola Municipal Gregório Pinto de Almeida tem banheiros reformados para combater a pobreza menstrual

Por: Giovanna Reyner
Quarta, 20 de Setembro de 2023 às 19:07

Escola Municipal Gregrio Pinto de Almeida tem banheiros reformados para combater a pobreza menstrual

Foto: Danilo Magalhães


Se algum dia Ketlin Adelina, 16 anos, sonhou com um banheiro novinho na escola onde estuda para chamar de seu, hoje a adolescente e aluna da Escola Municipal Gregório Pinto de Almeida, localizada em Ipitanga, em Lauro de Freitas, não sonha mais. Na unidade, esse banheiro agora é realidade,  completamente reformado, com acessibilidade para Pessoas Com Deficiência (PCD) e direcionado ao combate da pobreza menstrual.

A escola, onde estudam mais de mil e quinhentos alunos, foi uma das contempladas no município pela ONG Plan International em parceria com a Prefeitura, para ter dois banheiros -  um masculino e outro feminino – completamente reformados. “Está melhor que o do shopping”, disse Ketlin ainda radiante pela possibilidade de tomar banho no chuveiro quente, lavar as mãos no lavabo, se olhar no espelho e o melhor: um espaço inteirinho na parede para deixar recados apaixonados e, é claro, divulgar o perfil para bombar nas redes sociais. “Tudo isso está parecendo um sonho”, completou a menina. 

Acompanhada da secretária de Educação Vânia Galvão, a prefeita Moema Gramacho percorreu os dois banheiros. “A escola pública tem papel fundamental na base de uma sociedade e ela é feita de parcerias importantes como estas”, disse Moema conferindo de perto os detalhes pensados principalmente para as meninas, com um local exclusivo para colocar absorventes íntimos. “Esse é um espaço seguro para nossas garotas, onde elas terão mais conforto para utilizar no cotidiano”, observou a secretária, Vânia. 


A gerente de projetos da Plan, Elaine Amazonas, informou o projeto faz parte da iniciativa ‘Escola de Liderança para Meninas’ que ensina empoderamento feminino para garotas de 13 à 19 anos e tem uma das frentes a saúde e higiene menstrual.

Elaine explica que para chegar até a conclusão de como cada banheiro seria, primeiro os alunos foram ouvidos pela equipe de arquitetos. “Realizamos essas oitivas dentro da escola e os alunos disseram como seriam o banheiro ideal para eles. Tentamos colocar o que estava no papel o mais perto possível do que eles desejaram. Além dos banheiros, nós doamos um bebedouro” pontuou. 

Em Lauro de Freitas, duas escolas foram contempladas. Além da Gregório Pinto de Almeida, a Escola Municipal Eurides Santana, na Itinga, também será beneficiada com as reformas e adaptação dos banheiros. “Eu nunca estudei em uma unidade com acessibilidade. Hoje meu sentimento é de felicidade”, destaca o aluno PCD, Alexandre Conceição, 18 anos. 


Pobreza menstrual 

Afalta de condições econômicas para comprar absorventes e instalações sanitárias são alguns dos desafios, apontados pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), para o combate à pobreza menstrual no Brasil.

A UNICEF também revelou que uma em cada 10 meninas no mundo falta à escola enquanto está menstruada. No Brasil, estima-se que sejam uma em cada quatro.