Servidores de Lauro de Freitas participam de debate sobre cuidados com a saúde mental no ambiente de trabalho

Por: Laerte Santana
Quinta, 22 de Setembro de 2022 às 14:02

Servidores de Lauro de Freitas participam de debate sobre cuidados com a sade mental no ambiente de trabalho

Foto: Maína Diniz


Dentro do mês de campanha de prevenção ao suicídio, o “Setembro Amarelo”, a Secretaria Municipal de Saúde de Lauro de Freitas, por meio da Vigilância em Saúde do Trabalhador (VISAT), realizou um encontro de servidores públicos para debater o assunto. Com o tema geral “O cuidado com a saúde mental no ambiente de trabalho, na prevenção ao suicídio e a importância das políticas públicas afirmativas”, o evento foi nesta quinta-feira (22), no Cine Teatro do município. 

Durante a realização do evento, o público conferiu três palestras que debateram subtemas, entre eles: desafios e avanços da mulher no ambiente profissional; violência institucional; desconstrução do preconceito e liberdade religiosa; desafios e avanços das diretrizes das políticas afirmativas LGBTQIA+; assédio moral: conceito e aplicação da lei; e doenças psicossociais e a promoção da saúde mental no ambiente de trabalho. 

A coordenadora da Visat, Paula Batista, destaca que a iniciativa do evento busca reforçar o entendimento de cuidados com a saúde mental. “Por entendermos que é um tema tão urgente e necessário dentro das organizações na atualidade, estamos tratando desse assunto de forma aberta, sem preconceito, julgamentos, com o objetivo de sensibilizar o público-alvo de gestores, líderes, trabalhadores e trabalhadoras do nosso município, que estão envolvidos no processo de gestão da saúde mental no ambiente de trabalho”, explicou. 

Paula ainda ressalta que a iniciativa será ampliada. “Iniciamos esse debate pelo poder executivo e futuramente ampliaremos nossos eventos para a rede privada, considerando a necessidade de atingir todas e todos os trabalhadores de Lauro de Freitas. Deste modo, seguiremos na defesa intransigente da saúde das trabalhadoras e trabalhadores do município”, completou a coordenadora.

Em meio a plateia, a enfermeira Géssica Bonfim, que atua na Unidade de Saúde da Família São Judas Tadeu, ressaltou porque é necessário debater o tema saúde mental dentro da estrutura pública. “Esses encontros qualificam o nosso serviço, aumentando a produtividade e trazendo atendimento de qualidade aos usuários, tendo em vista a importância do cuidado ao cuidador”, disse.

A realização do evento ainda contou com a transversalidade da Secretaria Municipal de Políticas Afirmativas, Direitos Humanos e Promoção da Igualdade Racial (SEPADHIR) e o apoio do Conselho Municipal de Saúde (CMS), através da Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador eTrabalhadora (CISTT). 

Sobre a Visat 

A Vigilância em Saúde do Trabalhador (Visat) é definida por um conjunto de ações e práticas sanitárias e epidemiológicas que busca intervir sobre fatores determinantes e condicionantes aos riscos e agravos à saúde, em especial nos ambientes e processo de trabalho. Entre suas principais atribuições está a de conhecer a realidade de saúde da população trabalhadora, avaliando o processo, o ambiente e as condições em que o trabalho se realiza.