Feira Literária Inclusiva é realizada pela primeira vez em Lauro de Freitas; evento é aberto ao público

Por: Neison Cerqueira
Quarta, 08 de Novembro de 2023 às 14:02

Feira Literria Inclusiva  realizada pela primeira vez em Lauro de Freitas; evento   aberto ao pblico

Foto: Wandaick Costa


Estimular o hábito da leitura é uma prática importante para desenvolver o raciocínio, o senso crítico e a capacidade de interpretação. Por essa razão, uma parceria entre a Prefeitura de Lauro de Freitas, a Academia de Letras e Artes de Lauro de Freitas, o Movimento de Luta das Pessoas com Deficiência e Idosas e o Parque Shopping Bahia, deu início nesta quarta-feira (08), a Iº Feira Literária Inclusiva de Lauro de Freitas 2023 (Flilauro). 

O painel inaugural, no Cine Teatro de Lauro de Freitas, foi em homenagem ao Bicentenário Dois de Julho e também ao escritor José Alvares Amaral. A roda de conversa contou com a presença dos palestrantes Fábio Batista Pereira, Coriolano Oliveira e José Nilton Carvalho Pereira. A programação extensa vai até sábado (11), que também envolve leitura infantil com o Flilaurinha. O evento voltado para o público infantil tem início nesta quinta-feira (09), na Praça da Matriz, no Centro. 

A presidente da Academia de Letras e Artes e do Movimento de Lutas das Pessoas com Deficiência e Idosas, Josy Luz, enalteceu ser a primeira vez que uma feira literária é organizada e produzida por uma academia. "O objetivo da feira literária realizada por uma Academia de Letras, que é a primeira vez no Brasil, é estimular a leitura. O resgate dos jovens, já que atualmente eles estão muito voltados para a internet, para a tecnologia, o que é bom, mas é preciso que a gente estimule e retorne aos hábitos de ler livros”, disse a presidente.



Um dos palestrantes do evento, o professor e historiador Coriolano Oliveira, Coriolano Oliveira, destacou o momento único em Lauro de Freitas. “Quando houve a iniciativa de realizar a primeira feira literária, uma oportunidade protagonizada pela Academia de Letras e Arte de Lauro de Freitas, já é um sinal de sucesso. Temos uma programação extensa e rica tanto de participantes, quanto de conteúdo, principalmente pelo tema, que tem tanto envolvimento com a história de Lauro de Freitas. É um dia de festa e é dessa maneira que se leva informações para o conhecimento. Ninguém ama o desconhecido”, contou. 

Aos 12 anos, Carlos Emanoel, aluno da Escola Municipal Ana Lúcia Magalhães, disse que o momento é uma oportunidade maravilhosa para adquirir conhecimento. “Foi um bate-papo legal e importante demais para o aprendizado. É uma atividade à parte da escola, um evento extracurricular, então podemos levar as informações que tivemos aqui para a vida. Hoje pudemos ficar sabendo sobre a importância da Bahia e a de Lauro na influência na Independência do Brasil. Estão de parabéns!", avaliou. 

FLILAURINHA

A criançada vai ter a oportunidade de participar da feira literária dentro de sua categoria. O evento também voltado ao público infantil vai contar com palestras e de diversos escritores e escritoras, inclusive mirins, além de lançamento de livros e muita diversão para a garotada. No primeiro dia, a partir das 9h, a garotada tem programação definida para os turnos matutino e vespertino. Participam da roda de conversa as escritoras Regina Luz e Palmirinha Heine, que ainda terá o lançamento coletivo de livros produzido por autores infantis. No turno da tarde, a partir das 17h, haverá uma palestra com a escritora Lucianna Ávila. 

Josy Luz falou sobre a feira infantil. "A Flilaurinha é voltada para o público infanto-juvenil. Para a meninada, cerca de 30 escritoras e escritores, inclusive de 15, 10 anos, estarão aqui conosco na feira contando história, batendo papo e se divertindo, já que esse é o objetivo. Se o objetivo é incentivar, temos que dar início ao estímulo literário enquanto criança. Também teremos palestras para jovens, adolescentes, que terão oportunidade. É uma feira inclusiva. É um evento para todos”, destacou a presidente.