Macrodrenagem, energia solar, ônibus elétricos: Lauro de Freitas celebra Dia do Meio Ambiente com implantações de inovações sustentáveis

Por: ASCOM - Prefeitura Municipal de Lauro de Freitas
Quarta, 05 de Junho de 2024 às 14:02

Macrodrenagem, energia solar, nibus eltricos: Lauro de Freitas celebra Dia do Meio Ambiente com implantaes de inovaes sustentveis

Foto: Lucas Lins


Por Diego Vieira e Yandra Barros

Lauro de Freitas comemora o Dia do Meio Ambiente, celebrado nesta quarta-feira (5), com diversas iniciativas voltadas para o desenvolvimento sustentável. Graças a essas ações, em 2023, o município se destacou no Ranking Connected Smart Cities da consultoria Urban Systems, aparecendo entre as 100 cidades mais inteligentes e conectadas do Brasil no setor de Meio Ambiente.

A macrodrenagem dos rios Ipitanga e Joanes e afluentes já reduziu alagamentos em pontos críticos da cidade, a obra irá beneficiar cerca de 160 mil pessoas direta e indiretamente. A Avenida Beira Rio, no Centro de Lauro de Freitas, passou por uma ampla requalificação, além de transformar o visual urbano, a requalificação da via foca na redução de alagamentos e na melhoria do fluxo de trânsito da região. As obras, que fazem parte da Macrodrenagem do Rio Ipitanga, estão em fase final, com 95% dos serviços já realizados.

A prefeita Moema Gramacho, destacou os benefícios da obra na Avenida Beira Rio. “Já tivemos fortes chuvas, e não vimos mais alagamentos e a obra ainda não acabou. Quando chovia muito forte, o rio subia. Ele era estreito, não tinha sido alargado e nem aprofundado. Ficava tudo alagado, e ninguém passava nem de um lado da pista, nem de outro. É uma obra pensada e planejada, sem contar as bacias de captação de água de chuva, durante as estiagens são verdadeiras praças poliesportivas para a população. Em dias de chuva, nós fechamos e esta bacia recebe água que é drenada para o rio”, explicou. 

O projeto de combate a alagamentos que teve destaque nacional, como obra estruturante na prevenção às crises climáticas, contempla seis reservatórios com capacidade de quase 1,5 milhão de metros cúbicos de água para controlar a vazão do rio. Dos 166 mil metros quadrados do total da obra, cerca de 66 mil metros quadrados foram transformados em área de lazer com parquinho, quadras poliesportivas, campos de futebol e ciclovia.

A Avenida Brigadeiro Mário Epinghaus também passou por obras de macrodrenagem e já impactou positivamente na redução de alagamentos na região central da cidade.

Foto: Rafael Magno

Esgotamento Sanitário

Lauro de Freitas também tem se destacado na gestão hídrica que tem sido fortalecida com investimentos no sistema de esgotamento sanitário (SES) e na macrodrenagem dos rios Ipitanga e Joanes. O SES visa aumentar a cobertura de esgoto de 47% para 70%, com a progressiva ligação dos imóveis ao sistema.

Energia solar

Buscando se tornar uma referência em energia solar, o município atrai empresas interessadas em investir na área, aproveitando a boa radiação solar e as residências horizontalizadas. A prefeitura implantou o sistema de energia solar, com 11 usinas fotovoltaicas, que contam com cerca de 1.900 placas solares, suficientes para abastecer as 52 unidades de ensino, das quais 23 unidades já possuem ar-condicionado instalados. A adoção em larga escala promete economizar na tarifa de energia e reduzir as emissões de carbono.

Foto: Lucas Lins

Ônibus elétricos

Na área de mobilidade urbana sustentável, Lauro de Freitas conta atualmente com seis ônibus elétricos. Em breve, os usuários do transporte público da cidade serão beneficiados com mais 30 ônibus elétricos. Os novos veículos fazem parte de um investimento no valor de R$ 60 milhões, oriundo do PAC Renovação de Frotas, do Governo Federal. O objetivo com a renovação de uma frota sustentável é reduzir as emissões de CO2, diminuindo o consumo de combustível.

Lauro de Freitas também chegou a ocupar a segunda posição no ranking de cidades com menores emissões de gases do efeito estufa no Brasil, conforme a plataforma SEEG Municípios, que levou em consideração dados referentes entre 2017 e 2019.



Resíduos 

Desde 2021, uma usina de reciclagem em Lauro de Freitas transforma 80% do lixo residencial em materiais reutilizáveis, enquanto os 20% restantes são convertidos em energia. O Aterro Metropolitano Centro trata resíduos de Salvador, Lauro de Freitas e Simões Filho, gerando energia a partir do biogás, que é vendida para empresas.

IPTU verde

O município ainda conta com o programa IPTU Verde que oferece descontos de 2,5% a 5% no imposto e na taxa de resíduos para imóveis que implementem práticas sustentáveis, como telhados verdes, energia solar, coleta seletiva, entre outros.

Parque Ecológico

Sob gestão da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMARH), o Parque Ecológico de Lauro de Freitas, localizado em Vilas do Atlântico, é um remanescente de mata atlântica, que possui 9 hectares, aproximadamente, e é de significativa importância para manutenção do clima do município, e preservação da nossa biodiversidade. Gordato (2019), por exemplo, mostrou que o remanescente de mata atlântica é capaz de atenuar variáveis durante situações extremas, como o período de verão, reduzir a radiação global em 89,9%, a evapotranspiração em 90,9% e a velocidade do vento em 94,1% .

Além da importância ecológica, o parque serve de equipamento público de lazer e educação ambiental. Através do PMAI são desenvolvidas ações de capacitação da junto à sociedade civil, a saber, compostagem caseira, horta orgânica, produção de sabão ecológico biodegradável etc.

Foto: Lucas Lins